É consenso entre os variados profissionais da área de saúde, que o Magnésio é um dos nutrientes mais importantes e fantásticos a serem consumidos pela população. Mas finalmente, o que é o Magnésio? Ele é um mineral encontrado em alimentos como cereais (granola, arroz, aveia) além das oleaginosas como o amendoim, castanha do Pará ou de caju, no entanto, o empobrecimento do solo, as formas e cultivos e o uso exacerbado de agrotóxicos diminuem a concentração nos alimentos. Sua função está ligada a regulação do metabolismo energético, participando da produção de energia, o que significa um menor percentual de fadiga muscular e cognitiva ao longo do dia, promovendo uma otimização das atividades laborais. Sua função também está ligada a redução da dor aguda e crônica, pois atua no processo de inibição dos estímulos que promovem a dor,  sendo assim, a suplementação é algo que pode trabalhar sobre condições como dor articular, enxaqueca, dor lombar, fibromialgia (dor muscular crônica), etc.

Em relação ao controle metabólico, o magnésio tem o potencial de atuar na redução da insulina, promovendo uma melhor captação de glicose (diminuindo o açúcar no sangue), regulação dos níveis de testosterona,  síntese de neurotransmissores como a serotonina (responsável pela promoção da felicidade e bem estar), melatonina (hormônio do sono), além de atuar no controle da pressão arterial  em indivíduos com hipertensão. A suplementação do magnésio nos últimos anos, tem ganhado destaque pelo seu papel na otimização da cognição, visto que muitas profissões que dependem de uma atividade cerebral regular, surgiram como por exemplo, Day Trading. Desta forma, a suplementação de magnésio abrange grande parte da população. Sobre a forma de uso, a dose média é de 400mg e pode ser utilizada ao longo do dia ou antes de dormir. 

“Esse texto foi escrito por Michel Sueira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@177.154.191.246.”

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por @certosaude)

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *