O boro é um dos poucos minerais estudados atualmente, há uma grande atenção voltada
para o magnésio e cromo, no entanto, este oligoelemento possui grande função na fisiologia
humana e a sua deficiência pode estar associada a diversas condições prejudiciais a saúde.
Antes de falar sobre as principais utilizações do Boro, vamos listar para você algumas
funções importantes deste nutriente, como por exemplo: a regulação da produção de
colágeno, enzimas antioxidantes, redução de marcadores inflamatórios como por exemplo a
homocisteína, interleucinas e proteína C reativa, melhora da ação de receptores hormonais
na membrana celular, além de alguns estudos relacionar a suplementação com a
cicatrização de feridas.
A suplementação isolada deste mineral possui ação fundamental na regulação dos
níveis de Vitamina D, principalmente em pessoas com deficiência, além disso, seu uso
demonstrou reduzir a excreção urinária de cálcio e magnésio, minerais importantíssimos
para a saúde óssea, o que já faz um apontamento para uma das funções mais importantes
do boro, que ajuda na formação e manutenção óssea, isso por atuar em células
especializadas no próprio oss. Ademais, a suplementação do Boro demonstrou aumentar os
níveis de testosterona em indivíduos com deficiência, isso porque ele possui uma
capacidade de reduzir a atividade da globulina ligadora de hormônio sexual (SHBG) que
limita a concentração de testosterona livre.
No que tange a saúde feminina, a suplementação de Boro tem demonstrado regular
os níveis de estradiol, principalmente e mulheres durante a menopausa e após a
menopausa, o mesmo foi identificado para o estrogênio, ambos hormônios estão em
declínio nesta fase da mulher e que a sua deficiência produz riscos para doenças ósseas,
cardiovasculares e cerebrais. Além disso, a suplementação do boro demonstrou reduzir a
inflamção em mulheres jovens com dismenorreia, um dado importante visto que é uma
condição bastante incômoda.
Em relação às doses e o momento de uso, é importante identificar para qual
finalidade, sendo para a modulação hormonal 10mg e para os demais efeitos citados de 3g
a 6mg, sempre utilizado próximo a uma refeição.

 

“Esse texto foi escrito por Michel Sueira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@177.154.191.246.”

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por @certosaude)

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *